Aperto na fiscalização: Receita Federal aumenta arrecadação em todo o país


A Receita Federal divulgou o resultado das fiscalizações realizadas em 2018, sobre pessoas físicas e jurídicas. O aperto na fiscalização gerou um aumento na arrecadação de 25,1%, passando dos estimados de R$ 149,34 bilhões para R$ 186,93 bilhões.

As autuações das pessoas jurídicas foram concentradas no setor industrial, onde resultou em R$ 84,22 bilhões em créditos tributários. A maior variação positiva aconteceu no segmento de serviços de comunicação, energia e água, com um aumento de 142,8% no crédito tributário lançado.

No que diz respeito às pessoas físicas, a Receita Federal divulgou que as autuações foram concentradas nos contribuintes cuja principal ocupação declarada foi o de proprietário ou dirigentes de sociedades empresárias, com R$ 2,68 bilhões.

Segundo o relatório da Receita Federal o aumento na fiscalização e arrecadação foi possível, entre outras pontos, graças aos avanços tecnológicos e a especialização dos agentes fiscalizadores, sendo as Escriturações eletrônicas, (ECF – Escrituração Contábil Fiscal e a ECD – Escrituração Contábil Digital) as principais fontes da fiscalização.

“Atentos a essa investida dos agentes fiscalizadores, a Planned vem se aparelhando para filtrar os dados transferidos ao fisco, ora via declaração de IR da pessoa física ora das jurídicas. São muitos dados e a tendência é que a atividade fiscalizatória passe a cruzar os dados de forma mais intensiva. O time PLANNED tem se esforçado para garantir a coerência entre todas as informações enviadas” garante Adelmo Nunes, da Planned.

Adelmo Nunes
Diretor Presidente

Dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *